Henriques Dhlakama anuncia candidatura à Presidência da República, em 2024 - 11SET2020


PRESS RELEASE - 11SET20 -


Henriques Afonso Dhlakama candidato a Presidente da República | 2024


Irmãs e Irmãos Moçambicanos,

Conterrâneos por esse mundo fora,


Moçambique já esteve sujeito à tirania e escravatura; à violência e discriminação; à injustiça e miséria. Depois veio a liberdade. Não veio de graça e exigiu sangue. Muito sangue derramado. Demasiado sangue ao longo dos anos. Mas os Moçambicanos lutaram valentemente e, com a sua garra e combatividade, ganharam o direito a serem livres e donos de si próprios e fizeram ajoelhar um império. Banhados em sangue conquistámos a liberdade e, para mim, todos vocês são Heróis!


Irmãs e Irmãos Moçambicanos. Na sua história, Moçambique já conheceu tempos de extrema violência, dificuldades e miséria. Mas Moçambique resistiu. Os Moçambicanos resistiram. Os Moçambicanos choraram as mortes, enterraram os seus entes queridos e os Moçambicanos reergueram-se para continuar a viver e a combater todas as dificuldades. Não há maior heroísmo que esse, de ver a fera da guerra e da barbaridade e dos desastres naturais abater-se sobre nós e, resistindo, voltar à luta e gritar: Nunca seremos vencidos! Nunca iremos desistir!

Irmãs e Irmãos Moçambicanos. Neste dia, em que, após muita reflexão, lanço a minha candidatura à Presidência da República de Moçambique, tenho o coração repleto de uma alegria tranquila. Sinto-me acompanhado por todos vocês, Moçambicanos, que nos últimos dias me enviaram milhares de mensagens de esperança, lealdade, encorajamento e outras de sentido desespero, por uma mudança que tarda em chegar.


Irmãs e Irmãos Moçambicanos. Somos milhões e uma Nação poderosa e rica. Ninguém nos tira isso. Todas as gerações de Moçambicanos foram chamadas a responder a desafios que pareciam inultrapassáveis, e vencemos. Contra todas as probabilidades, nós vencemos! Somos, agora, novamente chamados a responder ao maior desafio das nossas vidas: mudar um País estagnado pelo imobilismo e conformismo de um destino sem futuro e justiça.


Irmãs e Irmãos Moçambicanos. Cabe agora, às atuais gerações, no seu amor pelo País, com Fé e ombro a ombro, com os seus Irmãos e Irmãs, travar o maior combate na história desta Nação: o combate pela justiça e igualdade e por um futuro que pode ser esplendoroso. Para bem de Moçambique e de todos os Moçambicanos!


Irmãs e Irmãos Moçambicanos. Nestes novos tempos, e apesar de Moçambique ser um dos Países com maior potencial no continente africano e no mundo, estamos atrasados em mais de 50 anos e desprotegidos face a novos desafios. As nossas instituições são corruptas e atrasadas. Moçambique não soube nem sabe desenvolver os seus recursos valiosos, entre os quais a população moçambicana. Estamos à beira de um enorme precipício e é altura de os Moçambicanos reagirem com a ferocidade que se lhes conheceu ao longo de toda a sua história.

Irmãs e Irmãos Moçambicanos. É esta a razão da minha candidatura à Presidência da República. Tenho absoluta certeza de que os Moçambicanos querem mudar e estão fartos! Fartos de sofrer e ver morrer as suas crianças; de não ter o que comer; de não conseguir ter acesso a uma assistência digna na saúde; de não conseguir ter dinheiro para estudar; de não ter emprego; de guerras e conflitos. Tenho absoluta certeza de que os Moçambicanos de todas as localidades e províncias, independentemente de partidos políticos ou religião, estão fartos e que juntos vamos mudar este País!


Irmãs e Irmãos Moçambicanos. Apresento-me como um candidato de todos os Moçambicanos. Tenho no meu nome gravado a ferro e fogo a história de um passado de combates pela justiça e igualdade. Tenho as minhas convicções políticas e ideológicas e uma vida pessoal que coloco de lado, para servir Moçambique e os Moçambicanos.


Irmãs e Irmãos Moçambicanos. Está na altura de colocarmos de lado as nossas diferenças. Está na altura de dialogarmos e encontrarmos soluções. Está na altura de os líderes pensarem no povo. Está na altura de os Moçambicanos exigirem a esses líderes partidários que abdiquem do lugar e se afastem, caso não tenham capacidade ou vontade de dialogar e de agir.


Irmãs e Irmãos Moçambicanos. Houve tempo em que nos disseram que era natural ser escravo porque éramos animais. Houve tempo em que nos disseram que não podíamos ser independentes porque não tínhamos vontade própria. Houve tempo em que nos disseram que nunca conseguiríamos desenvolver um País, porque não eramos inteligentes. Soubemos perdoar. Provámos a todos que estavam enganados. Agora está na altura de voltar a provar que somos capazes de nos unir, resolver os problemas e trabalhar por um futuro melhor!


Vamos ganhar a verdadeira liberdade que merecemos. Sei que vamos conseguir!


Pelos Moçambicanos e por Moçambique.


Conto com todos em 2024!


11 de setembro de 2020 Henriques Afonso Dhlakama


#mozambique #MoçambiquePresidênciadaRepublica2024 #renamo #politicsnews #politicstoday #SADC #Africa #africanbusiness #africandiaspora #Moçambique #CPLP #PALOP #henriquesdhlakama #dhlakama #política #negócios #empresas #intelligence #security #defense

3 visualizações0 comentário