Intelligence na Guerra de Reputação de Empresas

Atualizado: 19 de abr. de 2021


Para uma empresa e para um empresário uma das mais poderosas moedas de troca em qualquer activadade em que se encontre é a credibilidade e a reputação.


Para quem tem experiência na área empresarial sabe que qualquer mercado reage muito rapidamente à negatividade e muito lentamente à construção positiva da imagem de uma empresa ou de um empresário.


Na actualidade com o pulular das redes sociais e portanto da troca de informação entre todos, a rapidez com que se ventila e se constrói uma imagem negativa em torno de qualquer assunto é vertiginoso. Este problema afecta todos nós: indivíduos, famílias, empresas, e grupos de interesse. Os escândalos sucedem-se uns atrás dos outros, sendo que alguns deles, têm infelizmente efeitos devastadores na vida das pessoas e das empresas. É um problema que afecta também a nossa vida pública nacional e internacional – é disto que a sociedade se alimenta todos os dias, sendo naturalmente muitas vezes, dado o interesse que habitualmente estes temas acabam por gerar, os assuntos diários e a agenda noticiosa dos principais meios são muitas vezes orientados por este tipo de conteúdos, tanto em Portugal como no resto do mundo.


Vivemos tempos complexos e críticos: ser empresário é cada vez mais uma actividade de risco dados os imponderáveis que cerceiam qualquer tipo de actividade comercial hoje em dia. A complexidade e o rigor com que as empresas e os indivíduos são escrutinados na sua vida leva muitas vezes a uma confusão regra geral muito negativa entre a esfera pública e a esfera privada de cada um de nós.


Depois importa ter bem claro que na guerra de reputação entre empresas e empresários estão também na maior parte das vezes incluídos aspectos que nada têm que ver com a pessoalidade dos empresários e dos seus colaboradores.


Todas as empresas grandes ou pequenas têm casos de sucesso e casos de insucesso, ganhos e perdas, problemas e soluções; o que é importante em todos os casos – tanto na esfera pessoal do empresário, como na própria empresa e nos seus colaboradores – é ter os profissionais certos do seu lado no apoio à construção de uma Segurança de Informações que blinde todos os actores – a empresa e a sua actividade, bem como o empresário, colaboradores e as suas famílias.


No caso dos grupos de interesse o trabalho é mais complexo, mas semelhante; sejam eles religiosos ou não, mais ou menos politizados, o problema muitas vezes nestes casos passa pela natureza mais dispersa e variegada destes actores no teatro público.


A IntellCorp tem vindo neste sentido a abrir o mercado nesta área; na vertente da mais pura Segurança de Informações, física, móvel e digital, neste momento suportamos já algumas empresas e empresários que querem trabalhar com o mercado preparados para qualquer tipo de problemas que possam surgir; na vertente mais de suporte à decisão estamos também a trabalhar diariamente com responsáveis de empresas e de grupos de empresas, no apoio à decisão consciente face às informações que vamos providenciando aos nossos clientes.


O objetivo é sempre o de capacitar empresas e empresários por um lado a que em primeiro lugar se evitem problemas; por outro lado, para que no caso de algum problema surgir, colaboradores e responsáveis estejam preparados e controlados numa articulação perfeita de Segurança de Informações que permita salvaguardar os interesses do empresário e da sua família, da empresa e dos colaboradores.


Na guerra de reputação e de credibilidade entre empresas, infelizmente os métodos usados pela concorrência podem não ser os mais justos nem sequer os mais transparentes e verdadeiros; a equipa da IntellCorp, com os seus profissionais de Intelligence está por isso preparada não apenas para o levantamento de informações, na pesquisa de vulnerabilidade e ameaças, mas também, em profundidade na área da contrainformação para os teatros mais críticos e difíceis de trabalhar. Internamente temos uma consciência alargada não apenas daquilo que os meios ventilam, mas também do que não ventilam. Temos consciência aprofundada não só do que se agita na arena pública do debate e das circunstâncias, mas também dos interesses na agenda que veicula a lógica das reputações e da credibilidade de algumas empresas, empresários e grupos de interesse.


Para nós, IntellCorp, todos os dias temos mais do que ‘trabalho’; sendo a nossa ‘missão’ proteger os nossos clientes de situações críticas, de contextos delicados e complexos que muitas vezes podem não só arrastá-los para situações menos desejáveis, mas também as suas empresas e as suas famílias.


Para saber mais envie-nos um email para intellcorp@protonmail.com. Para mais conteúdos siga as nossas actualizações também no LinkedIn, e também no Facebook e Twitter.



5 visualizações0 comentário