Intelligence para a Actividade Seguradora

Atualizado: 19 de abr. de 2021


Por todo o mundo a actividade seguradora é muito provavelmente uma das mais relevantes e mais fulcrais áreas de negócio. Ela é o garante e muitas vezes a condição de possibilidade de muitas outras actividades que por sua vez fazem parte do nosso quotidiano mais visível. As seguradoras em todo o mundo são portanto como que uma autêntica ‘ponta do iceberg’ no que diz respeito até à própria actividade económica planetária; esta actividade é importante para indivíduos, empresas e grupos de interesse porque de forma directa ou indirecta é de uma omnipresença transversal a todos os sectores da nossa vida, quer privada, quer também no espaço público.


As companhias de seguro são por isso regra geral grandes polos de interesse que se tornam também reflexos rigorosos das sociedades que por um lado as torna possível, mas que por outro lado, estas empresas tornam também uma realidade mais segura, mais previsível, e portanto, mais serena. Este estatuto das companhias de seguro faz com que muitas vezes estas empresas sejam palco quer de grandes interesses e pressões, mas também sejam também o espaço para fraudes que acabam em última instância por contaminar não apenas as companhias, mas claro está, os seus clientes, e portanto a sociedade civil no seu todo.


As companhias de seguro são, portanto, pontos nevrálgicos num sector regra geral muito regulamentado e vigiado, mas que infelizmente, dada a sua exposição e os elevados capitais de interesse que muitas vezes geram, são palco de fraudes que muito dificilmente são detectáveis por não profissionais.


Proporcionando uma capacidade de Segurança das Informações, de defesa e de pesquisa longe do que é habitual no mercado, a IntellCorp e todos os seus profissionais na área das Informações estão no mercado nacional e internacional para o apoio na área da Intelligence às seguradoras. Em todos os casos o nosso trabalho passa sempre por em primeiro lugar garantir a Segurança das Informações nas empresas; determinar, abrindo e fechado fluxos e ciclos de informação dentro de grandes instituições pode constituir um desafio – principalmente quando o tempo destes processos é também um factor crítico, como é o caso na actividade seguradora.


Por outro lado o nosso trabalho passa sempre por uma assessoria sistemática e transversal à prevenção da fraude nas companhias; aqui é evidente esta faceta da nossa actividade passará também pela prevenção principalmente capacitando colaboradores e implementando estruturas próprias de análise e de decisão consciente na verificação de ocorrências, mas passará também, infelizmente por uma fortíssima componente de acompanhamento interno ou externo, sempre que necessário tendo justamente em conta as suspeitas que possam ser suscitadas.


Neste trabalho que descrevemos as vantagens são para todos: para as companhias que poupam tempo, recursos e capital despendido, com uma consciência de Informações mais alargada e aprofundada.

Por outro lado, quem beneficia são também os clientes destas empresas que assim poderão eventualmente usufruir de um actividade seguradora ainda mais transparente, mais racional e, claro, mais rápida e rigorosa.

Num terceiro plano quem beneficia com este tipo de intervenção é a sociedade considerada num todo, anónimos, agentes políticos e agentes da autoridade que encontram na IntellCorp um alinhamento fundamental para a defesa do Interesse Nacional, mas também dos interesses internacionais dos diversos actores.


Os profissionais da IntellCorp todos os dias suportam e apoiam quer do ponto de vista estratégico, quer do ponto de vista táctico, indivíduos, empresas e grupos de interesse em Portugal e no estrangeiro na prossecução dos seus objectivos; para isto há que em primeiro lugar materializar de forma ainda mais alicerçada um trabalho de excelência na área da Segurança das Informações.


Para saber mais envie-nos um email para intellcorp@protonmail.com. Para mais conteúdos siga as nossas actualizações também no LinkedIn, e também no Facebook e Twitter.




1 visualização0 comentário